Transmissão ao vivo e cobertura colaborativa

Watch live video from coletivomulti on Justin.tv

Você pode participar do debate também pelo twitter através do #confecomjovem

1 Comentário

Filed under Evento

O melhor da animação brasileira e mundial na Conferência

finalizado-cartaz-dia-internacional-da-animacaoO Cine Kbeça, em comemoração ao Dia Internacional de Animação, irá exibir às 19 horas curtas selecionados mundialmente, além de ótimas produções nacionais. A exibição será gratuita e está dentro da programação da Conferência de Comunicação da Juventude.

Deixe um comentário

Filed under Evento

Certificado de participação

Os certificados para a Confecom da Juventude do ES serão distribuídos na semana seguinte ao evento via email. O documento será enviado para aqueles que participarem pelo menos de um dos grupos de trabalho e/ou comparecerem a 60% da conferência.

Qualquer problema ou dúvida quanto ao certificado, entre em contato com confecomjuventude@gmail.com.

Deixe um comentário

Filed under Evento

Garanta sua inscrição nas oficinas e nos grupos de trabalho

Os interessados na Conferência de Comunicação da Juventude já podem se inscrever aqui para participar do evento. As inscrições estarão abertas até terça-feira (3), às 18 horas. Participe! O momento é de grande importância para que as propostas da juventude estejam presentes nos debates da etapa estadual da conferência de comunicação que irá acontecer entre os dias 20 e 22 de novembro.

Deixe um comentário

Filed under Evento

Como chegar

mapaO Centro de Referência da Juventude está localizado na Avenida Vitória, 1.320, Jucutuquara. Mais informações no telefone 3132-4042.

Deixe um comentário

Filed under Evento

Vem aí a Conferência de Comunicação da Juventude!

O Fórum de Mídia Livre e a Comissão Pró-Conferência de Comunicação vão realizar, nos dias 04 e 05 de novembro, a Conferência Livre de Comunicação da Juventude, no Centro de referência da Juventude (CRJ), em Vitória.

O evento vai gerar as demandas da juventude, sobretudo a da Grande Vitória, para a democratização da comunicação no Espírito Santo, estado que não possui, em níveis governamentais, políticas concretas de distribuição de recursos públicos (comuns a todos na sociedade) que garantam a expressão mais plural, na área de comunicação social, do povo capixaba. Hoje, tais recursos são destinados, em sua maioria, aos conglomerados industriais de mídia do estado (que se debatem num regime de concorrência, cuja qualidade dos seus conteúdos, são criticados num “balanço geral” pela juventude e movimentos sociais do Estado).

Isso acontece, ao mesmo tempo, que uma nova geração de cidadãos capixabas se aventuram na produção de inúmeros veículos de comunicação, com públicos e até modelos de sustentabilidade econômica próprios. Tais veículos, em grande parte, são criados, mantidos e consumidos na internet, hoje o principal dispositivo de comunicação da juventude.

A partir de um novo contexto de comunicação, em que a criação é cada vez mais uma atividade de todos na sociedade, a partir da popularização dos computadores, webcam’s, telefones celulares, videocam’s, internet e suas redes sociais, câmeras de fotografia digital etc, apostamos em uma diálogo público que vise a construção de uma política de comunicação como um novo campo da gestão pública, para além do que os marqueteiros de plantão e as estratégias de branding (assessoria de comunicação, de imprensa, etc) determinam como práticas de comunicação pública.

Afirmamos uma nova geração. Uma geração capaz de produzir seus próprios veículos de comunicação. Porque somos a mídia. Contudo, vivemos em processos de precariedade do trabalho de comunicação (sem recursos materiais, com contratos de trabalho temporários e com um mercado que concentra toda a verba pública nos grandes players da comunicação). Há uma urgência no debate sobre os processos de financiamento público da comunicação, as concessões públicas de rádio e TV, a liberdade de expressão e a responsabilidade que esta traz (segundo os pressupostos constitucionais de 88), os processos de formação multimídia da juventude (principalmente no campo da microinformática e das linguagens das novas mídias), a universalização da banda larga no estado, enfim, um conjuntos de questões fundamentais para que o mercado de comunicação se torne mais diversificado e mais formalizado.

Por isso que uma conferência de comunicação da juventude é urgente. Para propor e contribuir no ajustamento das políticas de comunicação do Estado, levando em consideração a necessidade de inclusão das novas gerações, a chamada geração digital, nos rumos políticos do nosso Estado, que passa por um crescimento vertiginoso e num avanço democrático, após um período de letargia e regressão autoritária e mafiosa.

Para o alto, avante!

Deixe um comentário

Filed under Evento